Arquivo da categoria: Nação Porto Rico

Agradecimentos e Pesquisa de Satisfação

O Maracatu Itá agradece a todos os envolvidos no II Diálogos em Maracatu!

Ao Mestre Shacon Viana e Mestra Joana Cavalcanti, além dos batuqueiros presentes Ivanzinho e Água, por toda a disposição, conhecimento e alegria que trouxeram para nós! É um aprendizado único estar com vocês! Obrigada!

Aos grupos e batuqueiros presentes com alegria, disposição, vontade e parceria, que enriqueceram nossa cidade com seus sotaques, e que acreditaram em nossa produção, nos dando a força para acreditar que daria certo. Obrigada pela presença de todos vocês! Grupo Morro do Ouro, Ingazeiro Maracatu, Semente de Angola, Encanto do Sul, Caraxalê, Bloco de Pedra, Chapéu de Sol, Estrela do Sul, Voa Voa Maracatu, muito Axé!!!

Aos batuqueiros da Nação Estrela Brilhante do Recife, que enriqueceram nossa vivência mostrando que Nações de Maracatu podem e devem ser irmãs! Obrigada pela presença, Isabelle Caldas, Sabrina Araujo e Thiago Rodrigo!

Ao Restaurante Estrela da Terra e ao nosso batuqueiro parceiro Carlos Guerra, por todo apoio, ajuda, disposição e comida deliciosa!!

Aos admiradores do Maracatu em Curitiba, por nos acompanhar e apoiar sempre que estamos na rua!

A todos do Maracatu Itá que acreditaram e se dispuseram a produzir mais um Diálogos: nossa família é única!!!!!!

E para avaliação da nossa produção e a constante melhora de nossos encontros, responda nossa Pesquisa de Satisfação e nos ajude a aprimorar nossa produção!
Asè
Anúncios

Maracatu tem seu Asè – No Darrum dos tambores

O Diálogos em Maracatu surge como uma proposta de alimentar conversas e debates que fundamentem e aproximem nossas ações das tradições do Maracatu de Baque Virado. Para isso, buscamos cada vez mais a aproximação com aqueles que são detentores dessa cultura, e dessa forma estão em sua raíz.

A vinda dos convidados do Maracatu Nação Porto Rico – Mestre Shacon Viana e Mestra Joana D’arc, além do batuqueiro Ogã Ivanzinho, acontece exatamente na continuidade de um debate que surge no I Diálogos em Maracatu – o debate sobre o natural vínculo com o sagrado e nossas formas de nos relacionar com ele (seja como grupo ou indivíduos).

Então, o que é essa energia? O que é este vínculo, que em sua prática de raiz é um dos tripés da manifestação do Maracatu Nação?

Todo Maracatu tem seu Asè. É daí que vem a força do Maracatu, a proteção e a energia, aquilo que envolve e que também transforma qualquer um que o cruza.

No Darrum dos tambores está a pura comunicação enérgica dos Ogãs, seus tambores e a terra – os Orixás. Darrum engloba tudo: história, vida, tradição. Através dele que o tambor diz quem ele é, qual Orixá é presente. (Shacon Viana)

Através da conversa, procuramos produzir debates que nos forneçam instrumentos para diferenciar uma simples sincronia dos sons dos tambores – do universo que é o Maracatu Nação – de um grande envolvimento e movimento que acontece em comunidade, com relações familiares, de fé, de amor e entrega.

Para isso, nosso II Diálogos em Maracatu será recheado de muitas interrogações, fotos, videos, , trocas e claro, darruns, batuque. Iniciaremos mais um debate que tem, em seu leque, diversas outras possibilidades temáticas, dando continuidade e fomentando o fundamento em nossos trabalhos.

Aproveite a última semana de inscrições! Garanta sua vaga!
Ou acesse mais Informações sobre o evento!

Com muito Asè
Maracatu Itá.

(Foto de: Maria Clara Flor)

Entendendo mais sobre o Baque da Nação Porto Rico

Gravação da entrevista com Chacon – Porto Rico, projeto História e memória dos Maracatus Nação de Pernambuco, financiado pelo FUNCULTURA e executado no Laboratório de História Oral e da Imagem da UFPE (LAHOI).
__________________________________________________________________________________

O II Diálogos em Maracatu – Maracatu tem seu Asè: No Darrum dos Tambores ocorrerá nos dias 3, 4 e 5 de agosto na cidade de Curitiba, Paraná.

Para saber mais, acesse a aba Eventos > II Diálogos > Informações.
Em caso de dúvidas, envie um email para dialogos.maracatuita@gmail.com.